Controle de estoques nas empresas brasileiras

Print Friendly, PDF & Email

O controle eficaz de estoques é essencial para as empresas brasileiras. Por isso, deve ser bem planejado antes de sua execução, tendo em vista os significativos custos envolvidos (custos de manutenção, oportunidade, compras e faltas). Além disso, os responsáveis devem visualizar o impacto de suas decisões para todo o processo logístico e sistema empresarial, pois uma ação realizada na gestão de estoques pode gerar custos em outras áreas da organização empresarial.

Os gestores de estoques devem participar do planejamento estratégico, pois não se trata só de cálculos, mas, também, de comportamentos, necessidades e expectativas de consumidores; o ciclo de vida dos produtos; a competitividade do mercado; o nível de serviço de seus fornecedores; a quantidade de fornecedores necessários; a localização de seus fornecedores e seus clientes; como os concorrentes estão fazendo para obter resultados excelentes em seu controle de estoques etc. Por estes motivos a gestão de estoques deve estar alinhada com as gestões de marketing, vendas e produção das empresas.

Deve-se verificar os tipos de produtos, seus requisitos e suas respectivas características de demanda; se os fornecedores estão entregando no prazo acordado; os produtos mais importantes para a empresa; se a infraestrutura e a estratégia das atividades que envolvem o processo logístico estão se encaixando, de forma a atender os clientes internos e externos. Todas estas análises são importantes antes de se definir uma política de estoques (seja mantendo estoques ou não).

O ideal é que se obtenha um balanceamento dos custos que envolvem o custo total de estoques, para que este possa ser reduzido ao máximo, proporcionando preços baixos ao consumidor. O método da curva ABC, que divide os produtos da empresa em classes de importância considerando as vendas (valor), é fundamental para esse balanceamento dos custos, tendo em vista que contribui para o estabelecimento de níveis de serviço distintos para cada classe de produtos, direcionando, assim, os gastos.

A análise ambiental é fundamental para as empresas brasileiras, em virtude da verificação da situação econômica, característica de diversidade cultural e várias situações de renda e escolaridade dentro do mesmo país. Principalmente, a análise das políticas públicas ligadas ao desenvolvimento da logística brasileira.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.